Open

Infinity Paradigm®

Estrutura Revolucionária para Data Center

A paradigm-shift in the data center industry.

Start Here

Image layer
Slide background

Application EcosystemSM

Application lives, exists, breathes and interacts only in an ecosystem that supports its purpose. The data center caters to that need by being the infrastructure that supports the Application Ecosystem (AE)SM and its wellbeing.
AE SMis made up of Application, Platform, Compute, Information Technology Infrastructure (ITI), Site Facilities Infrastructure (SFI), Site and Topology abstraction layers bundled into an application ecosystem for the purpose of satisfying Organization Requirements.
Slide background Image layer Image layer Image layer Image layer Image layer Image layer Image layer Image layer Image layer Image layer Image layer Image layer Image layer Image layer Image layer Image layer Image layer Image layer Image layer Image layer Image layer Image layer

The 7 Layers

Application

Platform

Compute

ITI

SFI

Site

Topology

...Infinity Paradigm's

Application Ecosystem

by IDCA!

Slide background Image layer

The Seven Efficacies

AVAILABILITY

EFFICIENCY

CAPACITY

OPERATION

SAFETY &
SECURITY

INNOVATION

RESILIENCE

THE SEVEN EFFICACIES

Data Center Benchmarking & Compliance

1st

Ensuring availability by involving redundant infrastructure & avoiding single points of failure in the design as well as the implementation of the data center. This provides essential protection for both active & passive components. However, availability is directly linked to other efficacies such as operation & capacity, which their effective up-keep enhances & directly impacts data center availability.

2nd

Evaluating embedded efficiency mechanisms in order to reduce total cost of ownership (TCO), emission production & carbon footprint, advocating efficiency across the board. This includes maximized energy savings & green initiatives within feasible limits & involves not only designing & implementing efficient technologies, but also efficiency in methods & resources utilization.

3rd

Capacity of Infrastructure components that are scalable & suited for intelligent growth without compromising redundancy or sacrificing redundant components to serve the growing capacity needs. Doing so makes the data center dynamic, capable & competent to accommodate for future changes, while maintaining Grade (G) level classification & the required redundancies.

4th

Establishing safety & security measures throughout the AE’s supporting infrastructure. Protecting operation of both physical & IT aspects under by putting them under explicit control & surveillance. All vulnerabilities towards potential hazards & risks are absolutely minimized, ensuring that the lives of individuals & the wellbeing of computing assets are not at risk & fully protected at all times.

5th

Being in possession of operationally conducive infrastructure as well as skilled & capable human resources, accompanied by precise policies & procedures that are practical, geared for high-availability, render simplified for troubleshooting, promote consistency, efficiency, security & reliable quality control, intuitive to details while simple enough that make it easy to adhere to operational procedures.

6th

Measure of effective creativity & promotion of innovation in selection of technologies, modern in approach, systems & methodologies that make the data center operationally conducive, cost-effective, reliable, safe to the assets, stakeholders & the environment in design, component selection, implementation & operation.

7th

The resilience of the data center as relevant to its ultimate goal which is business continuity & application delivery. This is directly linked to the organization’s recovery point objectives (RPO) & involves measuring availability across layers, redundancies, disaster prevention, protection & recovery systems, methods, resources & possibilities.

Slide background

Data Center Grade Level Classifications

EXCELLENCE

The highest level of achievement when awarded to any application, platform, compute, ITI, SFI, Site or Topology layers.
G0 represents the lowest levels of risk, lowest level of insecurities, inefficiencies, vulnerabilities and chances of failure.

Grade Level 0 TM

G0

GRADE LEVEL 1 TM

Above average level of achievement, represents exposure to low levels of risk, low level of insecurities, inefficiencies, vulnerabilities and chances of failure.

G1

GRADE LEVEL 2 TM

Average level of achievement, represents an average exposure to risks, insecurities, inefficiencies, vulnerabilities and chances of failure.

G2

GRADE LEVEL 3 TM

Below average level of achievement, represents a below average levels of risks, insecurities, inefficiencies, vulnerabilities and chances of failure.

G3

GRADE LEVEL 4 TM

Lowest level of achievement, represents the highest levels of risk, highest acceptable level of insecurities, inefficiencies, vulnerabilities and chances of failure.

G4

“Infinity Paradigm™ (O “Paradigma Infinito") esboça os modelos, conceitos, estruturas e padrões que são pertinentes ao propósito do data center, a definição do data center, seus componentes, layouts, topologias, metodologias, projetos, planos, documentação, disponibilidade, segurança, proteção, resiliência, capacidade, eficiência, operação, telecomunicações, energia e eletricidade, refrigeração e mecânica, cabeamento, obras civis, estrutura, arquitetura, monitoramento, centro de operações de rede, centro de operações, servidores, armazenamento, backup, recuperação, espelhamento, arquivamento e qualquer método, tecnologia, produto ou serviço que seja relacionado à hospedagem, entrega, facilitação de organização e aplicações de negócios”.
 
 
 
O Paradigma Infinito® é o paradigma que irá gerar uma alteração no paradigma da indústria de data centers e remodelar o rosto do data center e a indústria de fornecimento da tecnologia da informação, tão logo se torne conhecido. O Paradigma Infinito efetivamente apresenta ao parceiros do data center possibilidades infinitas do projeto, plano, operação, manutenção e conformidade efetivos para a adoção de disponibilidade, segurança, eficiência, capacidade e métricas de resiliência otimizadas. Isto se atinge por meio da perspectiva singular e plena do Paradigma Infinito, que abrange o ecossistema de aplicação inteiro cobrindo Aplicação, Plataforma, Cômputo, Infraestrutura de Entrega de Aplicação, Infraestrutura de TI, Infraestrutura e Topologia de Instalações de Local.
De acordo com a filosofia da IDCA, Data Center Tiers possui uma visão muito limitada da disciplina de data center e cobre tão pouco terreno e eficiência que literalmente não possui propósito prático.
Padrões, estruturas e definições legados para data centers, possuem uma visão “micro” dos detalhes específicos do local. Eles basicamente não visualizam o quadro completo.
O Paradigma Infinito redefine a maneira como os data centers são definidos, visualizados, modelados e consequentemente tanto dos pontos de vista conceitual e físico otimizados para o propósito que eles pretendem cumprir.

O Paradigma Infinito provê tanto

A visão Macro do ecossistema de aplicação inteiro

A visão Micro de cada camada especificado ecossistema

Ecossistema de Aplicação (AE)SM

A aplicação vive, existe, respira e interage somente dentro de um ecossistema que apoie seu propósito. O data center provê o que é necessário por ser a infraestrutura que apoia o ecossistema de aplicação (AE)™ e seu bem-estar.

Redefinir o Data Center

Um Data Center (DC) é a estrutura que dá suporte ao Ecossistema de Aplicação (AE).
Um Nó de Data Center (DCN) é uma combinação de Local físico, SFI e ITI dão suporte para o AE em um nó de topologia específica.
A Nuvem de Data Center (DCC) é um conjunto de nós de data center arranjado em uma Topologia específica.

O AE é composto por Aplicação, Plataforma, Cômputo, Infraestrutura de Tecnologia da Informação (ITI), Infraestrutura de Instalação de local (SFI), abstração de camadas de Local e Topologia reunidos em um ecossistema de aplicação com o fim de satisfazer as Exigências da Organização.

1

Aplicação

Um conjunto de serviços de software que atende as exigências da organização. Exemplos: A Aplicação ERP é composta por softwares de serviços de contabilidade, folha de pagamento, inventário, administração de recursos, etc.

The components involved in the Application layer of the AESM may include:

Application Layer Components
  • Application Architecture
  • Application Availability
  • Application Security
  • Application Integrity
  • Application Efficiency
  • Inputs, Processing and Outputs
  • General Controls
  • Application Reliability and Performance
  • Application Capacity and Maintainability
  • Business Specific Metricsx insertion here.
2

Plataforma

A metodologia por meio da qual a aplicação é fornecida (Modo de Fornecimento de Aplicação).

As especificações de exigências da Aplicação conduzem a seleção de Plataforma.

As Plataformas de Fornecimentos Comuns são Negócio como um Serviço (BaaS), Software como um Serviço (SaaS), Plataforma como um Serviço (PaaS), Infraestrutura como um Serviço (IaaS) e Nada como um Serviço (NaaS).

The components involved in the Platform layer of the AESM may include:

Platform Layer Components
3

Cômputo

O arranjo lógico dos recursos computacionais. O cômputo é uma camada na qual as exigências de processamento da aplicação são definidas em um formato abstrato. O ciclo de cômputo de nuvem mapeariam subsequentemente os núcleos virtuais ou físicos reais na camada de Infraestrutura de TI.

The components involved in the Compute layer of the AESM may include:

Compute Layer Components
4

Infraestrutura de TI (ITI)

Um conjunto de componentes físicos no nível de informação tecnológica, utilizado para o fornecimento da aplicação, hospedado nos locais do data center. A ITI específica à rede, os servidores, o armazenamento, etc., a infraestrutura e serviços relacionados que um determinado local é equipado de modo a atender as especificações das suas camadas de suporte.

The components involved in the ITI layer of the AESM may include:

ITI Layer Components
5

Infraestrutura de Instalações de Local (SFI)

Um conjunto de componentes, no nível de instalações, utilizado para o fornecimento da aplicação, hospedado nos nó do data center.

O SFI específica à energia, a refrigeração, etc., a infraestrutura e serviços relacionados que um é equipado de modo a atender as especificações das suas camadas de suporte.

The components involved in the SFI layer of the AESM may include:

SFI Layer Components
6

Local

Um espaço operado de modo independente para hospedar a infraestrutura do data center. AS exigência de especificação de Aplicação, Plataforma, Cômputo, ITI, SFI e Topologia ditam as qualificações e provisões do Local do Nó do Data Center.

The components involved in the Site layer of the AESM may include:

Site Layer Components
7

Topologia

É conectividade, continuidade e fronteiras significando um conjunto de correlações, conexões, dependências e relações entre vários locais de data center para o fornecimento da aplicação da organização. A Topologia especifica a localização física, interconectividade e inter-relação dos locais de data center (Mapa dos Locais Físicos dos Data Centers).

As Especificações de Aplicação, Plataforma e Cômputo bem como as exigências para ser SFI e ITI hospedados leva a seleção e especificação da Topologia estrutural.

The components involved in the Topology layer of the AESM may include:

Topology Layer Components
 
 

O Paradigma Infinito® delineia o AE por meio de camadas de abstração. AE é abstração de camadas, e suas relações são apresentadas pelos modelos O Núcleo or A Pirâmide modelos.

Application Ecosystem (AE)SM

drag me!

DCN 1
DCN n
DCC
 
 
 
 
 

Característica do Paradigma Infinito

 
 
 
 

Abrangente

É fundado com base no preenchimento das lacunas existentes na indústria de data centers, nos padrões e diretrizes de seus predecessores ao abranger uma visão completa do data center, seu investimento, seu projeto, suas pessoas, sua avaliação e sua administração.
 

Efetivo

Uma das missões principais do Paradigma Infinito é a praticalidade e a eficácia. A falta de entendimento das necessidades reais que estão lá fora e sua resolução de modo sucinto, para dar aos parceiros em toda a indústria uma abordagem justa com relação a lidar com suas aplicações de missão crítica despertou o surgimento do Paradigma.
 
 

Conduzido pela Eficiência

Para a IDCA construir um data center G0 com PUE de 2 não é aceitável no mundo consciente de eficiência em que vivemos. O Paradigma Infinito efetua grandes medidas para assegurar a conformidade com a eficiência dos data centers tanto operacional quanto no sentido de infraestrutura de modo rígido como em outros parâmetros como disponibilidade, segurança, etc.
 

Inclusão em Nuvem

A virtualização, como dissociação dos recursos reais e estabelecimento de infraestrutura com base em rede é a essência de nossa época. O Paradigma Infinito orgulhosamente toma a iniciativa de ser o primeiro e mais avançado pioneiro a introduzir a nuvem tanto nos aspectos físico quanto lógico como uma base-chave para a próxima geração de estrutura de data center da IDCA, o Paradigma Infinito.
 
 

Internacional

A missão da Autoridade Internacional em Data Center é uma missão internacional. O Paradigma Infinito não foi projetado para atender apenas ao hemisfério da Norte Americano ou à União Europeia, mas para trazer ao mundo o melhor e o maior juntos e permitir que os parceiros dos data centers desfrutem da sinergia.
 

Localizado

O Paradigma Infinito é construído com a capacidade de estar localizado tanto nos reinos físico quanto lógico. Quer a exigência esteja localizada em uma indústria específica ou em uma área geográfica específica (continente, nação, cidade ou estado) ou em ambos ou se transformando em idiomas, diretrizes e normas locais o paradigma supre essa necessidade e promove essa localização para facilitar o acesso, eficiência, conformidade e eficiência aprimorados para dizer o mínimo.
 
 

Condução Operacional

A filosofia da IDCA determina que a disponibilidade, segurança, proteção, conformidade, etc. não podem ser mensurados a menos que seus parâmetros operacionais sejam totalmente analisados. Simplesmente possuir componentes altamente redundantes sem mensurar como tais componentes são operados por quem, em conformidade com, quais diretrizes, etc. cumpre com as exigências de conformidade do Paradigma Infinito.
 

Centrado na Aplicação

A IDCA como a primeira organização mundial a reconhecer e promover que o propósito do data center é fornecer aplicação e que o data center é a infraestrutura que dá suporte para o ecossistema de aplicação, é a única e primeira entidade que por meio do Paradigma Infinito provê as diretrizes para o data center a partir de uma abordagem centrada na aplicação. Essa abordagem elimina os esforços redundantes e sem meta, a falta de entendimento do propósito do data center e o que se supõe que ele deva fazer, o que por sua vez permite que os parceiros estabeleçam expectativas corretas e planejem alinhados e de modo a satisfazer as necessidades de aplicação.
 
 
 

Sistema de Avaliação e Classificação de Data Center

 
 
 
Notas de Classificação (GsSM) – Notas de Classificação (Gs™) – o método da IDCA para classificação de data centers nas diferentes camadas de ecossistemas (AE) de Topologia, Local, Infraestrutura Local de Instalações, Infraestrutura de Tecnologia da Informação, Nó do Data Center, Computação, Plataforma e Aplicação de aplicativos é por meio das Gs™. As Gs™ são divididas de G4™ a G0™, a G4™ possui o nível máximo permissível de vulnerabilidades como chances de falha, riscos de segurança, ineficiências, lapsos operacionais, insuficiências de capacidade e falta de resiliência, enquanto a G0™ praticamente exige iluminação total de tudo e por isso possui a Nota de Classificação mais elevada que um data center ou organização operando um data center, ou conjuntos de data centers, pode possuir em qualquer camada do ecossistema de aplicativos. Observação Importante: Notas de Classificação de Data Center (Gs™) não devem ser confundidas com Tiers para data center, pois Tiers visualiza, avalia e cobertura do data center é basicamente diferente das Notas de Avaliação da IDCA.
Obter G0™ (excelência), em todas as camadas de AE, mesmo não sendo prático ou aconselhável para todos, é projetada para ser a meta de data centers, operadores, projetistas, engenheiros e arquitetos. Quanto mais às organizações se esforçarem para obter a G0™ (que é em resumo a busca pela perfeição não apenas em Disponibilidade mas também em Eficiência, Capacidade e Resiliência em nível de nó bem como na infraestrutura lógica e em toda a topologia física do data center) quanto mais elas solucionam possibilidades que são praticamente infinitas e a organização se aproxima do Infinito (∞) como em disponibilidade, segurança, capacidade, eficiência e resiliência infinitas. Doravante, o Infinito será definido como o conceito para atingir disponibilidade, confiança, segurança, capacidade e resiliências infinitas muito correlacionadas com as necessidades da organização. Como resultado, Paradigma Infinito™ serve como um sistema de coesão na capacitação das partes interessadas no data center para que atinjam seu máximo Infinito de acordo com suas necessidades, viabilidades e capacidades atuais.
 
 
G0

Nota Nível 0™

Nota Nível 0™ é o mais alto nível de realização quando conferido para qualquer camada de aplicativo, plataforma, cômputo, ITI, SFI, Local ou Topologia. G0 representa os níveis mais baixos de risco, os níveis mais baixos de insegurança, ineficiências, vulnerabilidades e de chances de falha.
G1

Nota Nível 1™

Nota Nível 1™ é o mais alto nível de realização quando conferido para qualquer camada de aplicativo, plataforma, cômputo, ITI, SFI, Local ou Topologia. G1 representa baixos níveis de risco, baixos níveis de insegurança, ineficiências, vulnerabilidades e de chances de falha.
G2

Nota Nível 2™

A Nota Nível 2 está acima do nível geral de realização quando conferido para qualquer camada de aplicativo, plataforma, cômputo, ITI, SFI, Local ou Topologia. G1 representa uma exposição normal a riscos, insegurança, ineficiências, vulnerabilidades e chances de falha.
G3

Nota Nível 3™

A Nota Nível 3 está acima do nível geral de realização quando conferido para qualquer camada de aplicativo, plataforma, cômputo, ITI, SFI, Local ou Topologia. G3 representa uma exposição acima do normal a riscos, insegurança, ineficiências, vulnerabilidades e chances de falha.
G4

Nota Nível 4™

Nota Nível 4™ é o nível mais baixo de realização quando conferido para qualquer camada de aplicativo, plataforma, computador, ITI, SFI, Local ou Topologia. G4 representa os níveis mais altos de risco, níveis mais altos de insegurança, ineficiências, vulnerabilidades e de chances de falha aceitáveis.
 
 
G4
G3
G2
G1
G0
 
Excellence
ESR® - A avaliação de nota mais confiável para comparação da capacidade de entrega e alegações de Data Center!
Em resumo os sistema e métodos para avaliação e comparação da eficácia de um sistema complexo composto por componentes independentes ou interdependentes são chamados de ESR®. A eficiência de todos os componentes é avaliada e pontuada com base em um conjunto de critérios predeterminados. A eficácia da pontuação de comparação são combinadas para produzir um sistema geral de pontuação de eficiência para os fins de avaliação do todo e a comparação com outros sistemas dentro do mesmo contexto ou domínio. Exemplos de pontuação de eficiência de aplicativos são avaliação de Data Center, avaliação de negócio, avaliação de prestador de serviços, avaliação de segurança, etc.
A ESR® de um Data Center é a medida da eficácia geral do ecossistema de aplicativos (AE) de uma organização, modelo de entrega de aplicativos (ADM), infraestrutura de entrega de aplicativos (ADI), bem como da Disponibilidade, Segurança, Proteção, Resiliência, Eficiência, Capacidade e Operações das camadas de AE.
A​ERSM

Classificação de Eficácia de Disponibilidade

Uma medida da eficiência, capacidade e valor da disponibilidade do ecossistema de aplicativos (AE) da organização, em uma camada de AE específica.
S​ERSM

Classificação de Eficácia de Segurança

Uma medida da eficiência, capacidade e valor da segurança e proteção do ecossistema de aplicativos (AE) da organização, em uma camada de AE específica.
E​ERSM

Classificação de Eficiência e Eficácia

Uma medida da eficiência, capacidade e valor da eficiência do ecossistema de aplicativos (AE) da organização, em uma camada de AE específica.
O​ERSM

Classificação da Eficiência de Operação

Uma medida da eficiência, capacidade e valor da operação do ecossistema de aplicativos (AE) da organização, em uma camada de AE específica.
CERSM

Classificação da Eficiência de Capacidade

Uma medida da eficiência, capacidade e valor da capacidade do ecossistema de aplicativos (AE) da organização, em uma camada de AE específica.
RERSM

Classificação da Eficiência de Resiliência

Uma medida da eficiência, capacidade e valor da resiliência do ecossistema de aplicativos (AE) da organização, em uma camada de AE específica.

Padronização no Infinity Paradigm!

A IDCA se orgulha em ser a primeira organização mundial a incentivar e liderar comunicação e colaboração aberta sobre o desenvolvimento de padrões para data center. A IDCA promove esforços colaborativos e permite que grupos de trabalho atuem bem próximos ao tomarem parte da missão da IDCA de desenvolver data centers de padrões altamente abrangentes, eficientes, de aplicação específica como base para o atendimento de necessidades especializadas e localizadas, preenchendo assim todas as lacunas da indústria e capacitando o aprimoramento e desenvolvimento posterior das áreas-chave de força dos data centers. Ao fazer parte de uma padronização colaborativa, que é a primeira do seu tipo na indústria de data centers, uma pessoa vai se sentir maravilhada de como a inserção de vasta gama de perícia de diversas fontes pode resultar em valores maiores que a soma das inserções e de como a simplicidade é a chave para fazer com que tudo se junte, tornando o complexo mundo dos data centers aplicável e prático para todos. Não importa se a contribuição da pessoa seja grande ou pequena, são precisos três passos para faze parte do desenvolvimento do maior padrão em data center que está em construção
 
 

Aprenda

 
AJunte-se a elite mundial e submeta-se a educação em data center certificada pela IDCA! Chegue ao topo da indústria e tendências, infraestrutura e melhores práticas de data center, aprenda sobre o Paradigma Infinito e obtenha a plena compreensão de todo o ecossistema de aplicação (AE).

Colabore

 
BJunte-se. Coloque seu conhecimento em ação. Force a si mesmo ao limite por pensar fora da caixa. Colabore com profissionais da indústria, forneça opiniões e receba comentários e seja parte do desenvolvimento da modelagem futura, com base infinita dos padrões de data centers.

Compartilhe

 
CContribua para o mundo! Faça parte do movimento que compartilha seus ganhos com o mundo dos data centers, para uma melhor informação mundial com data centers limpos, disponíveis e eficazes, no caminho para o INFINITO!